Educação Física (Infantil 1 ao 5º ano)

 

 

EXTRATO DO PLANO ANUAL 2018

DISCIPLINA: EDUCAÇÃO FÍSICA

PROFESSOR: RAFAEL DOMINGUES RODRIGUES

 

 

EDUCAÇÃO INFANTIL AO ANO

 

INTRODUÇÃO E JUSTIFICATIVA

A Educação Física pode ser compreendida como a área do conhecimento responsável pelo estudo da “cultura corporal do movimento, que tem como temas o jogo, a ginástica, o esporte, a dança, a capoeira e outras temáticas que apresentarem relações com os principais problemas dessa cultura corporal de movimento e o contexto histórico-social dos estudantes” (PCN's, p.26). Por consequência, a Educação Física escolar deve ser aquela que irá introduzir e integrar o estudante na cultura corporal, formando o ser social que vai interagir dialeticamente com esta, de forma que ele possa usufruir dos jogos, danças, lutas e esportes de forma crítica, com autonomia, em prol da melhoria de sua qualidade de vida.

 

Disciplina obrigatória no ensino fundamental, o ensino de Educação Física escolar pode ser justificado por algumas questões:

- Oportuniza a vivência e o conhecimento de diversas manifestações da cultura corporal do movimento, do esporte tradicional aos jogos cooperativos, das brincadeiras antigas aos movimentos ginásticos, do atletismo à dança ou às artes marciais.

- Possibilita o conhecimento, por meio da experimentação, dos movimentos e possibilidades corporais individuais. Como funciona o meu corpo? O que ocorre se eu realizar determinado movimento? Por que consigo realizar certas ações enquanto possuo dificuldades em outras?

- Abre espaço para importantes discussões, cada vez mais presentes em nosso cotidiano, como a relação existente entre atividade física, nutrição e saúde ou as doenças desenvolvidas em consequência do sobrepeso.

- É um importante espaço para a inclusão de estudantes, sejam eles portadores de necessidades especiais ou não.

- A abordagem de temas transversais, como ética, trabalho, consumo, saúde e pluralidade cultural, permeia diversos conteúdos presentes em seu currículo.

 

É possível perceber, pelo exposto anteriormente, que a proposta pedagógica da Escola da Fazenda, denominada de modelo histórico-cultural, vai ao encontro das orientações contidas nos Parâmetros Curriculares Nacionais para a Educação Física.

 

 

OBJETIVO GERAL

Proporcionar, por intermédio do processo de ensino-aprendizagem da cultura corporal do movimento, elementos que contribuam para a formação integral do educando, fornecendo subsídios para que o indivíduo seja capaz de crescer no sentido de se perceber como parte constituinte e importante de uma sociedade; de saber conviver em grupo e manifestar-se perante o mesmo – conhecendo e respeitando as diferenças ali existentes; de evoluir sempre no sentido da libertação e emancipação pessoal.

 

OBJETIVOS ESPECÍFICOS

- Ampliar e diversificar o acervo motor/cultural dos educandos.

- Possibilitar um conhecimento maior do próprio corpo através de experimentações e movimentos espontâneos e dirigidos.

- Reconhecer-se como integrante do ambiente, adotando hábitos saudáveis de higiene, alimentação e atividades corporais.

- Participar de atividades corporais, estabelecendo relações equilibradas e construtivas com os outros.

- Conhecer, valorizar, respeitar e desfrutar da pluralidade de manifestações de cultura corporal do Brasil e do mundo.

- Conhecer a diversidade de padrões de saúde, beleza e desempenho que existe nos diferentes grupos sociais.

- Aprendizado teórico-prático de aspectos dos blocos de ensino: esportes, jogos, lutas e ginástica; conhecimentos sobre o corpo; atividades rítmicas e expressivas.

 

CONTEÚDOS

Os conteúdos formam um conjunto de temas que serão estudados durante o ano letivo. Estes são organizados a partir da definição dos objetivos de cada turma. Portanto, cabe dizer que não se trata de uma estrutura estática ou inflexível, mas dinâmica e atenta às características dos estudantes, sendo, dessa forma, apresentados e aprofundados de maneiras diferenciadas a cada ano.

 

Os conteúdos que serão desenvolvidos durante as aulas de Educação Física foram organizados em três grupos, seguindo a orientação dos Parâmetros Curriculares Nacionais (PCN’s). Esses conteúdos serão trabalhados em todos os seus aspectos: procedimentais, conceituais e atitudinais.

 

São esses os conteúdos:

- Jogos e brincadeiras, esportes, lutas e ginásticas.

- Conhecimentos sobre o corpo.

- Atividades rítmicas e expressivas.

 

 

 

AS AULAS DE EDUCAÇÃO FÍSICA POSSUEM UMA SEQUÊNCIA ESPECÍFICA, A QUAL SERÁ COMPREENDIDA EM:

- Início: em sala de aula, para conversa acerca das atividades do dia. Momento de esclarecimento de dúvidas quanto aos objetivos, procedimentos, tempo estimado etc.

- Parte principal: a realização das atividades planejadas. No espaço externo, em sala de aula ou em outra unidade pedagógica.

- Final: fechamento das atividades do dia. Haverá um momento de conversa no grande grupo ao final de cada aula (conclusão) – quando impossível esse momento ao final da aula, por quaisquer que sejam os motivos, o resgate deve ocorrer no início da aula seguinte. Esse momento também é importante para que os estudantes retomem as condições semelhantes àquelas verificadas no início da aula (desaceleração gradual da frequência cardíaca, volta à calma, diminuição da agitação etc.).

 

O professor possui o papel-chave de proporcionar ao estudante elementos capazes de contribuir para o seu desenvolvimento, figurando como um mediador entre o educando e o que se deseja alcançar (objetivos). Nesse contexto, o estudante deve participar ativamente do processo, contribuindo através de sugestões, críticas e questionamentos.

 

AVALIAÇÃO

A Educação Física desenvolvida na escola possui características particulares que a diferem em conteúdo e método de avaliação das demais categorias (treinamento esportivo, programas de saúde, lazer etc.). Ela deve ser diagnóstica e processual. Atua como instrumento de feedback contínuo para os estudantes. Orienta o professor quanto a mudanças que se façam necessárias em suas aulas, subsidiando a revisão de suas ações e a criação de novas estratégias de ensino.

 

A avaliação na Escola da Fazenda é realizada a partir de indicadores de avaliação elaborados previamente, de acordo com o conteúdo desenvolvido em cada trimestre, porém, norteados em alguns aspectos fundamentais, dentre os quais se destacam:

- A participação do estudante em todo o processo de ensino-aprendizagem, das discussões no grande grupo às atividades propriamente ditas.

- O desenvolvimento demonstrado, seja em atividades individuais ou em grupos, considerando sempre as características particulares de cada estudante.

- As relações interpessoais construídas, calcadas no respeito e na cooperação a todos os integrantes do processo ensino-aprendizagem.

- O respeito às emoções e sensações pessoais e dos colegas.

- A atuação do estudante no sentido de conservar o ambiente construído e natural da escola.

Please publish modules in offcanvas position.